: Escrevo não porque sei, mas por gosto e impulso... E assim escrevo errado mesmo...

(E o conteúdo deste blog que não consta fonte, é de minha autoria...)

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Adeus Ano Velho, Feliz Ano Novo...

Ao que mais daremos adeus para que de fato sejamos felizes de agora em diante?

Sim porque o Ano Novo não será Feliz sozinho... Nós é que o faremos seja lá como ele for...
E se chegarmos ao novo ano pensando e agindo do mesmo jeito que no ano velho nada será diferente!

Final de ano vem sendo um tempo desafiador: festas, alegrias, a “cultura liberal da diversão” em evidência na qual muitas vidas são entregues... Por quê? Para que?
As perguntas não tem necessariamente uma ordem, mas penso que devem ser feitas. Não que o ruim deva ser enfatizado; mas que tenha sua devida importância.

Eu creio que tudo na vida é consequência do uso que fazemos da liberdade, do respeito que devemos ter para conosco e para com o próximo, seja ele Pai, Mãe, Filho, Irmão ou outro familiar, amigos, conhecidos e até desconhecidos.
Devemos ser livres, mas também responsáveis para com a vida em geral.
Como amar o próximo? Deixando-o totalmente livre sem pensar nem educar que as consequências de uma liberdade sem limites pode ser irreversível ou fatal? O Amor permite matar ou morrer inconsciente?

Às vezes um retorno é necessário para seguir adiante!

É preciso deixar hábitos, ideias, costumes, abrindo espaço para uma renovação e assim encontrarmos a felicidade!

Que na contramão da política eleitoral corrupta desse país, iremos vivendo politicamente corretos!

Que vivamos responsavelmente livres e assim sentiremos a alegria da esperança do que há de vir, conscientes de que “tudo” pode acontecer, e que esse “tudo” sofre influência direta de como vivemos e convivemos em casa, no grupo de amigos, no trabalho, na rede social; pois o mundo é imenso, estamos dentro dele e cabe a nós usarmos (apenas) a parte dele que nos cabe.

E que “façamos” 2015 um ano melhor que 2014!


@ J

PS.:
A minha intenção inicial era uma postagem mais alegre, mais otimista... Mas aí está...

2 comentários:

Hum! Vai comentar! Agradecida!