: Escrevo não porque sei, mas por gosto e impulso... E assim escrevo errado mesmo...

(E o conteúdo deste blog que não consta fonte, é de minha autoria...)

domingo, 25 de maio de 2014

Beijada pela vida; Importantes agradecimentos

Esses dias, senti-me beijada pela vida!
Creio que Deus está sempre comigo e em mim; busco ajudar sempre que posso a quem precisa tendo como base as passagens bíblicas “Tudo o que fizerdes ao menor dos meus irmãos, é a Mim que o fazeis” (Mt 25, 40) e “...que tua mão esquerda não saiba o que fez a direita” (Mt 6, 3); creio ainda que conforme minha necessidade Deus prove-me e agracia-me...
Em palavras populares, creio que tudo o que fizer a alguém, a mim retorna seja mau ou bom, e assim peso sempre o que faço a outrem pensando se é algo que desejo/posso precisar que a mim regresse (Lei do Retorno); Não hesito em pedir ajuda nem me sinto ‘devedora’ dos que me ajudam, acredito que se já não for merecedora chegará o meu dia de recompensar; 
Ainda faz parte dessa crença/ideologia que quase nunca esses endereços de ida e volta (de ações) são os mesmos. 

Assim, desde que fui informada pelo Hospital a data de meu internamento para uma intervenção cirúrgica de retirada da glândula tireoide e comecei a planejar a viagem comecei a receber verdadeiros beijos da vida.
Então, cônscia de que posso não recompensar o bem que me fazem/fizerem, resta-me apenas imprescindivelmente reconhecer e agradecer os beijos que a vida me deu: (usarei a ordem dos acontecimentos citados apenas pra organizar)
Os beijos de Jarbas (chefe), Billa e demais colegas, na compreensão e apoio durante todo o processo, que ainda não acabou;
Os beijos de Dilton no apoio que sempre me deu e o beijo de sua esposa Érica em oferecer-me hospedagem que eu nem cheguei a usar;
Os beijos de Alice quando se ofereceu para ser minha acompanhante, que não foi permitido nem preciso, mas ela fez questão de entrar na minha fila de visitas hein amiga?
Os beijos de Mag que não sendo permitido que eu tivesse acompanhante veio dar plantão na recepção do hospital só pra colher e repassar informações, e permaneceu até quando pôde me tirar do hospital e os beijos de Codo que indo para pouco antes de minha cidade, fez questão de me levar pra casa;
Os beijos de Da Paz e Valério quando ela veio apenas me visitar e o deixou preocupado com o retorno dela sã, segura e em tempo hábil de cumprir agendamentos;
Os beijos de Sheila, Gal e Tia Gessinha, que numa atitude peculiar e categórica de família me procuraram e estiveram junto doando-se em casa e coração recebendo a nós três (Mag, Da Paz e Eu,) e levando-nos e trazendo-nos do Hospital;
Os beijos de Cleice que ia dar uma de ‘independente’ e vir sozinha de Chapada (Riachão do Jacuípe) aqui sem me trazer os beijos de André e mais de Mag e Codo que também vieram!
Os beijos de Nay que veio de Riachão me visitar... E os de Eudes, que me deu uma tarde inteira de seu tempo!
Os beijos de Ketlin que veio de Tanquinho e trouxe mais que um presente: fez-se presente em reconhecimento de muito o que digo!

E teve mais e mais beijos que se eu for colocar aqui não cabe... Teve até beijo em forma de vela e muita oração na porta do meu quarto (Mãe) e muitos Zaps’beijos!

Enfim, toda beijada, sinto-me um enorme e grato beijo em todos vocês juntos!
Amo todos!
Mag, Eu (e o curativo) e Da Paz
Idem a anterior

Em tempo, registro também os beijos de Francy, Jamile e Ienata que trouxe das outras duas um singelo e fofo buquê! Eu amo receber flores!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Hum! Vai comentar! Agradecida!