: Escrevo não porque sei, mas por gosto e impulso... E assim escrevo errado mesmo...

(E o conteúdo deste blog que não consta fonte, é de minha autoria...)

domingo, 1 de setembro de 2013

Semana da Pátria

Até algum tempo atrás, as escolas comemoravam a "Semana da Pátria" que se encerrava em 07 de setembro ou com alguma atividade cívica ou um desfile cívico...
Hoje muitos professores dizem não gostar e alguns até falam no fim dessas atividades. 
E lá fui ao Priberam (http://www.priberam.pt/dlpo/dlpo.aspx)

cívico
adj.
1. De cidadão ou dos cidadãos.
2. Patriótico.

civismo
s. m.
Zelo em contribuir para o progresso da pátria.

patriotismo
s. m.
1. Amor da pátria.


Vou começar por patriotismo: Ama-se a pátria Brasil?
Sim!
Quando se vai à rua fazer manifestações com objetivo de melhorar as condições de vida dos cidadãos; (ou será que isso é apenas amor próprio sendo busca de melhoria individual?)
Quando se assiste a um jogo de futebol da seleção brasileira (ou outro tipo de competição) e se vibra ou torce para sermos vencedores;
Quando se envolve com as campanhas eleitorais defendendo seus partidos, candidatos e se vota mesmo que obrigatório, mas com a vontade de eleger seu favorito; aqui também eu questiono se o interesse não é individual; mas mesmo sendo é ao menos mascarado em coletivo...
Esse amor também pode ser civismo...
Mas não pode também ser amor comemorar essa Pátria, amada, humanamente imperfeita e pela qual tanto lutamos para melhorar com alguma atividade cívica?
Antes, o tema do desfile era histórico: retratava os personagens que aparecem na História do Brasil como benfeitores... E com tal conteúdo o desfile podia ser até uma aula...
Hoje o tema dos desfiles é diverso, pois eles passaram a fazer parte de outro projeto da escola. Sim eu digo outro projeto porque penso que ele já fazia parte de um: o projeto do civismo e da cidadania que ao que se integra o objetivo escolar... Ouço dizer que a escola deve formar cidadãos além de transmitir conteúdos que por sua vez já é formar...
Bem... Eu confesso que gostava de usar durante a primeira semana de setembro a fitinha verde-amarela que a gente chamava de “selo de boi” por causa do formato; gostava de aprender e cantar os Hinos Nacional, da Independência e da Bandeira Nacional (mesmo sem entender na época o que dizia as letras e eu não era a única! Hoje se poderia estuda-los até como Literatura); desfilava-se com gosto mesmo: ensaiava-se, não era obrigado, não tinha nota, cada um arcava com suas despesas e o desfile era mais bonito segundo a minha opinião e a de algumas outras pessoas. E ainda se trabalhava a ‘disciplina’ coisa que hoje ouço dizer ser muito difícil nas escolas...
Há quem veja os “motivos e efeitos” do 07 de setembro fúteis e inúteis. E quem no mundo vive sem futilidades?

Eu, concordo que se faça sim, que se aproveite o tal “outro projeto” sem ter que sair do original, e que se use tudo como material de conhecimento, cultura e disciplina...
Acredito no potencial de professores... E o que resta ao nosso Brasil se não vir deles com tudo o que reclamam? Mesmo que dependam do sistema, a ação maior depende deles...

Bem, mais uma vez, isso é o que penso (E existo!), e compartilho com quem concorda ou discorda mas que é consciente da liberdade de pensamentos e expressão humana e brasileira.

Ó Pátria amada Brasil!  
J

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Hum! Vai comentar! Agradecida!